mulheres | UmMetrossexual.com

DE RELAXADO-DESLEIXADO PARA UM DESCONTRAÍDO CONSCIENTE, SAIBA COMO!

13 julho, 2010 por Luciana Garcia

Nos shoppings, nos barzinhos, no cinema, o fenômeno é sempre o mesmo: a menina toda arrumada e elegante, saltinho, bijoux e uma blusinha descolada, mesmo que com simplicidade, de mãos dadas com o cara de bermudão, camiseta e boné. O par destoante é visto com frequência pelas ruas e nos estabelecimentos, a mulher cerca de 95% das vezes mais produzida que seu companheiro; basta parar por alguns minutos e olhar ao redor. Nas baladas, em geral, a situação muda: o homem, sozinho, em busca de uma companhia feminina, coloca sua melhor camisa e posa de arrumadinho; mas, depois de estar com a namorada, parece que se esquece desse seu talento enrustido e resgata o tênis e o boné de novo, a qualquer momento e em qualquer ocasião. A impressão que resulta disso não é nada favorável: a mulher tende a parecer mais madura, mais segura e mais velha do que ele, que passa um ar de molecão. Será que algum homem gostaria de ser visto dessa maneira? E mais: será que ela não vai chamar mais a atenção do que você, atraindo olhares masculinos – ou sendo atraída por um homem de aparência mais sofisticada? Afinal, a mulher gosta, sim, de homem estiloso – mesmo que seja do tipo que se faz de – mas na realidade não é – largadão.

A base dessa situação está inserida no ideal natural de conforto do homem, porém é preciso mais do que nunca que ele saiba: conforto pode – e deve – combinar com uma aparência bacana, adequada à ocasião e ao seu tipo físico. Não há nada de errado em usar bermudão num passeio ao ar livre ou descontraído durante o dia – embora uma papete moderna sempre ganhe mais pontos que o tênis quando está calor –, mas uma saída mais especial no final da tarde pede pelo menos um sapatênis e, de preferência, a retirada do boné (o boné sempre dá a impressão de menos idade que a real, portanto, se você quer passar um ar de confiança, deixe-o de lado e cuide muito bem de seu cabelo). Do mesmo modo, se vocês vão a um bar para assistir a um jogo de futebol, o boné cai bem, mas você pode usá-lo com um jeans. Camisetas engraçadinhas é melhor deixar para a churrascada com os amigos, optando por estampas e cores mais modernas e estilosas quando for sair com sua namorada ou paquera. Dar uma olhada nas vitrines e em revistas de qualidade sempre ajudam a entender melhor o que é decolado.

A lição fundamental dessa história toda é: ninguém está sugerindo que você se transforme em um mauricinho engomado, muito menos que siga as tendências de moda literalmente – é fundamental escolher apenas o que cai bem em você e combina com sua personalidade –, mas mudar de relaxado-desleixado para um descontraído consciente certamente fará você ganhar pontos entre as mulheres e até mesmo admiração dos amigos – mesmo que eles façam alguma brincadeirinha, no fundo estarão pensando: “Caraca, o que ele fez para ficar assim? Preciso dar uma geral em mim, senão vou ficar para trás…


Categoria: Moda | 18 Comentários »

MINHAS FÉRIAS AO LADO DE UM METROSSEXUAL

19 fevereiro, 2009 por Gisele Mota

Fui passar mais uns dias na praia com minha família, meu namorado e um amigo que é metrossexual assumido. O rapaz gosta de se cuidar, tem um ritual todos os dias: acordar, tomar banho, fazer limpeza de pele, passar creme no cabelo, pentear e ajeitá-lo, colocar uma roupa bonita, limpa e que caía bem, deixando os músculos à mostra, afinal, rala bastante na academia para ficar assim, e aí sim, por último, tomar aquele café da manhã caprichado com muito leite, frutas e uns paezinhos, tudo natural.
Basta dar uma caminhada na beira da praia ao lado do bonitão para se deparar com os olhares das meninas voltam-se todos para ele, que estufa o peito, responde aos olhares e orgulhoso, comenta com os amigos: “Você viu aquela mina me olhando?“, como é bom se sentir admirado, requisitado, paquerado, como isso aumenta a auto-estima.
Embora o metrossexual seja muito criticado pelos machões de plantão, que acham que passar protetor solar é frescura, e não se conformam com horas no banheiro, meu amigo nem esquenta, diz que as meninas gostam de caras que se cuidam e ponto final.
O que mais ele fez na praia? Tirou fotos, muitas fotos, com mil poses diferentes, em diversos lugares, no quarto, na rede, no banheiro, na praia, na pedra, no quiosque, claro que todas exibindo o corpo que ele cuida com tanto gosto. E elas têm destino certo, Orkut! Hum… Como é bom receber comentários positivos para animar nossa vida!
Aproveite essa fase “Eu me amo!” para renovar suas fotos, seja no mural do seu quarto, nos porta-retratos ou na internet, fotolog, Orkut, o que vale é se valorizar!


Categoria: Variedades | 5 Comentários »

OVÁRIO MERECE ATENÇÃO

10 fevereiro, 2009 por Gisele Mota

Todos sabem que as mulheres têm dois ovários, o direito e o esquerdo, são eles que produzem os hormônios sexuais e também são responsáveis pela menstruação.
O que muitos não sabem é que eles podem causar muitas dores de cabeça, foi o que aconteceu comigo no último ano e o que pode acontecer com sua mãe, irmã e namorada, por tanto faço esse post pra esclarecer alguns problemas de mulheres que os homens muitas vezes nem imaginam. Fui fazer uns exames de rotina e a médica solicitou um ultrassom pélvico, ao fazer descobri que estava com um cisto dermóide, nada mais é do que um cisto formado por vários tipos de tecidos, como células de cabelo, dentes, pedaços de ossos, por exemplo. Na maioria dos casos, esses cistos são benignos, só é possível verificar após biópsia depois da cirurgia, no meu caso era graças a Deus.
A solução foi fazer uma cirurgia, através da videolaparoscopia, é um procedimento minimamente invasivo, já que são feitos cortinhos pequenos, ao todo três (um no umbigo e os outros dois na marquinha da calcinha, um de cada lado), sendo o maior, no meu caso, de 1 cm. Outros tipos de cistos também levam a cirurgia, mas os mais comuns são tratados com medicação e somem ao longo do período fértil da mulher.
A atenção que devemos dar ao ovário se deve ao fato de muitas vezes não reconhecermos os sintomas que o corpo dá de que tem algo errado. Antes da descoberta do cisto, senti por anos, pontadas na região pélvica, mas achava que eram gases, ou que um dia iria me atacar a apendicite. Outro sintoma é o atraso na menstruação, a falta dela também está relacionada aos cistos, mas somente o exame vai poder dizer o que é tendo em vista que não apresentei atraso e por isso jamais saberia que estava encrencada.
Considero um deslize dos médicos não solicitar o ultrassom as pacientes uma vez ao ano, para verificar se está tudo bem. Não é uma questão de idade, conheci meninas que operaram por conta de cisto aos 11 anos.
Quanto à cirurgia, ela é bem tranqüila, a videolaparoscopia, veio para revolucionar a medicina mesmo. Internei-me pela manhã e hora depois estava no centro cirúrgico, ouvindo MPB e observando a movimentação de enfermeiros e médicos, até que o Dr. Pablo Novick, meu médico cirurgião, entrou na sala, trocou algumas palavras comigo e apaguei. Horas depois já estava no quarto com meus pais e sem dores, que foi a melhor parte. No dia seguinte já tive alta, fiquei 15 dias em casa, mas em uma semana estava ótima. Dificuldade somente para andar, urinar, por conta da sonda que usei na cirurgia, ardia muito, e os gases, que deixavam a barriga alta e doía uma cólica, nada que o Luftal não resolvesse isso nos primeiros dias apenas.
E agora, é fazer o exame periodicamente para ter certeza de que o cisto não voltou… Pois é, em alguns casos eles voltam como diz o Dr. Pablo, as chances são poucas, menos de 1%, mas acontece.

Bom, é isso, se infelizmente acontecer com alguma mulher que você conheça, espero que minha experiência possa ajudar de alguma forma.


Categoria: Saúde | 34 Comentários »

MACHOS EM EXTINÇÃO?

15 dezembro, 2008 por Gustavo Tijolo

Ontem, vi essa matéria no fantástico “Machos em extinção” e hoje conversando com alguns amigos percebemos que o mundo realmente está mudando nesse sentido, e acredito que isso influencia no comportamento das mulheres. Já perceberam como as mulheres estão mais “fáceis”, atiradas? Seria por que faltam homens no “mercado”?


Categoria: Variedades | Sem Comentários »