gravata | UmMetrossexual.com

15 DICAS PARAR ACERTAR NA ESCOLHA DA GRAVATA

13 outubro, 2011 por Luciana Garcia

Gravata é um acessório admirado por muitos homens – e mulheres –, e odiado por outros. Mas, em algum momento da vida, dificilmente um cavalheiro escapa de ter de recorrer a ela. Portanto, guarde bem as dicas a seguir:

 

 

  1. A gravata precisa aparecer. Ela é o destaque no traje masculino. Assim, evite tons e estampas que fiquem “camuflados” na camisa. Em geral, fica elegante a gravata mais escura que o terno.
  2. Terno preto e camisa branca são os clássicos que ficam bem com praticamente qualquer tipo de gravata. Na dúvida, recorra a eles.
  3. Camisas listradas pedem gravatas lisas. Se você usar uma gravata listrada sobre listras, o excesso de informação acaba incomodando a visão de quem olha para você, em vez de passar uma imagem harmônica, elegante e agradável.
  4. Camisas lilás estão na moda. Para elas, a gravata ideal é a da mesma cor, ou arroxeada. Dependendo do tom, pode ser que um grafite na gravata também caia bem; vale a primeira regra: a gravata precisa sobressair.
  5. Gravatas estampadas ficam bem sobre camisas lisas. Informação demais cansa em vez de atrair.
  6. Gravatas de cores exuberantes, como verdes e amarelos, ficam bem sobre camisa branca, para não haver erro. A amarela pode ir sobre uma camisa de tom amarelo bem clarinho ou azul, caso tenha algum detalhe também em azul. E, se a camisa tiver um tom de bege clarinho, também aceita bem a gravata verde.
  7. Camisas pretas ficam ótimas com gravatas em prata escuro e bordô. Uma gravata também preta com listras brancas também fica muito harmônica.
  8. Camisas de cores fortes pedem gravatas mais neutras, que acabam contrastando naturalmente e sem exagero. Por exemplo, uma camisa bordô fica ótima com uma gravata em tom cinza-claro.
  9. Se você optar por uma gravata em relevo, cuide para que a camisa não tenha detalhes que “briguem” com o desenho. Se o relevo for bem discreto, pode ir sobre uma camisa listrada – desde que você se sinta seguro para criar a combinação.
  10. Se a gravata tiver mais de uma cor, é interessante que um dos tons esteja presente na camisa; na dúvida, essa regra é valiosa.
  11. As gravatas mais refinadas são as de jacquard e as de seda, e as mais simples, de poliéster – usadas em situações menos formais. As de jacquard com nó italiano (aquele mais grosso) são consideradas muito elegantes.
  12. Em ocasiões muito formais, é mais elegante usar gravata discreta.
  13. Ternos sequinhos pedem gravatas de espessura fina, enquanto os mais largos pedem gravatas maiores.
  14. O comprimento da gravata deve chegar à fivela do cinto.
  15. Gravatas engraçadinhas fizeram sucesso nos anos 80 e início dos 90 (quem não se lembra das usadas pelo querido Didi Mocó?!), quando alguns empresários quiseram passar uma imagem de descontração no ambiente corporativo. Como nessa época tudo era muito over, fazia parte do contexto, e foi uma manifestação legítima. Porém, se pensarmos bem, a função da gravata é exatamente a de transmitir formalidade, então, será que não faz mais sentido deixar de usar uma do que bancar o engraçadinho?

 

 

Se, por fim, você tiver muito problema em fazer o nó, não se desespere: não é difícil encontrar nas lojas gravatas com o nó já pronto! Ou ainda veja esse nosso post que ensina como fazer um belo nó de gravata:

COMO FAZER NÓ NA GRAVATA?

 

* Para este texto tive a gentil colaboração da Cristiane Gonçalves Lima, gerente de uma das lojas Ophicina de Costura, que oferece grande variedade de tipos e modelos de gravata: www.ophicinadecostura.com.br

 

* Para mais informações sobre terno, leia um outro artigo nosso Festa de casamento: como não errar na roupa.


Categoria: Moda | Sem Comentários »

FESTA DE CASAMENTO: COMO NÃO ERRAR NA ROUPA

19 agosto, 2010 por Luciana Garcia

Antes de mais nada, ainda bem que você é o convidado, e não o noivo rs (se for, não faltarão pessoas palpitando, mas eu ainda defendo polemicamente que acho lindo o terno branco em alguns homens, especialmente na estação de calor). Para as mulheres, casamento geralmente é sinônimo de vestido novo, cabelo, maquiagem, sapato… uma delícia! Já para os homens, não passa de uma complicação: como se vestir? Para descomplicar, aqui vão algumas dicas que podem ajudá-lo nesses momentos – afinal, é sempre um ótimo local para conhecer novas pessoas, e você certamente não achará ruim ser admirado.

Uma vantagem para o homem é que existe uma convenção: terno, formado por calça, paletó e camisa, podendo ser combinado com colete e gravata, além de lenços, prendedores, broches e abotoaduras. Não há outra opção. Isso tem um lado bom e outro ruim: o bom é que fica mais fácil de acertar. O ruim é que não dá para fugir muito dos protocolos. Mas isso tem um fundamento: a cerimônia de casamento é um acontecimento importante (espera-se!) para os envolvidos, e vestir-se bem para encontrá-los representa quão importantes eles são para você. Assim, se pensar em fazer um look mais casual, lembre-se de que isso provavelmente revelará pouco caso com as pessoas ou uma rebeldia em um momento inapropriado – já que dará a impressão de que você deseja chamar mais a atenção do que os noivos –, e, mesmo que não seja muito próximo do casal, não é nada mal marcar presença de maneira positiva. Até porque, convenhamos: um bom terno dá um ar de charme dificilmente superável.

Tipo físico

Acima de tudo, o ajuste é fundamental. Dificilmente você encontrará um terno pronto para vestir – ainda mais se estiver fora do “padrão” e for mais alto, baixo, gordo ou magro que a média –, e, se tiver um em casa, prove-o novamente e olhe bem os pontos que merecem uma visita à costureira ou ao alfaiate para cair melhor: uma barra na altura inadequada, ombros largos, lateral larga, tecido sobrando, etc. Acompanhe o que funciona melhor com seu tipo físico:

Baixo: escolha tons escuros; risca-de-giz e paletó fechado alongam, mas tudo deve ser bem ajustado. Use paletó de três botões, lapela pontuda e colarinho estreito, não muito comprido.

Gordo: o ideal é usar cores escuras, listras discretas e corte reto, ligeiramente mais justo na parte de baixo, cobrindo o quadril e com aberturas laterais na parte de trás. A manga também deve ser ajustada. Gravata chamativa tira a atenção da barriga. Não use colete, que engorda. O paletó abotoado, por outro lado, emagrece. Opte por lapelas mais estreitas.

Magro: colete ajuda a ganhar um pouco de volume. Lance mão das ombreiras, mas cuidado para não exagerar. O colarinho não deve ter ponta nem botão. As lapelas médias são uma boa escolha, mas nunca use as largas.

Alto: os colarinhos e os nós de gravata devem ser mais largos. Use ombros um pouco maiores, paletó com dois ou três botões e lapelas mais largas.

Outras dicas:

  • A parte de trás da barra da calça termina logo acima do calcanhar, e na frente, no peito do pé.
  • A cor da meia deve ser a mesma da calça, escura.
  • A cor do sapato combina com a do cinto.
  • O terno deixa aparecer cerca de 1 cm dos punhos da camisa (cuidado para a manga não ficar curta, especialmente se você for alto; nesse caso é melhor optar por um número maior e mandar ajustar).
  • Camisas com golas abotoadas devem ser usadas com gravatas estreitas e a gola deve estar totalmente reta.
  • O paletó fechado deve estar confortável, e não justo demais.
  • As pontas da gravata devem terminar juntas e alcançar o início da fivela do cinto – nunca devem ficar sobre a barriga nem por dentro da calça.
  • O prendedor de gravata deve ser usado 20 cm acima da ponta da gravata, prendendo-a à camisa.
  • Lenço no bolso pode ou não combinar com a gravata. No segundo caso, é mais criativo – porém mais fácil de errar.
  • Abotoaduras são usadas com camisa de punho duplo, geralmente com casaca, smoking e fraque, trajes mais formais que o de “meros” convidados.

Tendo feito o trabalho pesado, aproveite: o terno é sexy!

* Para este texto tive a gentil colaboração da professora de História da Moda Queila Ferraz, do Senac São Paulo, articulista do blog Fashion Bubbles: http://fashionbubbles.wordpress.com/category/queila-ferraz/.


Categoria: Moda | 12 Comentários »

SAIBA COMO FICAR ESTILOSO NO INVERNO

5 agosto, 2010 por Luciana Garcia

Dizem que o inverno é a estação mais chique, porque as pessoas se vestem com charme. Faz todo o sentido, mas dizer que isso sempre é verdade seria um equívoco. Afinal, não é muito fácil se encapotar de agasalho para não passar frio e ainda pensar em manter a classe. Mas, pensando nisso, juntamos algumas dicas que podem ajudar a criar um visual tão aconchegante quanto estiloso.

Acho que a primeira boa dica é um acessório muitas vezes esquecido, mas que é capaz de mudar completamente um visual de inverno: o cachecol. Ter pelo menos um de boa qualidade no guarda-roupa é muito estratégico, e na hora da compra a primeira coisa a reparar é no tecido: deve ser macio e confortável ao toque, para evitar aquela coceirinha chata que alguns tipos de lã provocam. Atenção também para a cor e a estampa. É legal que o cachecol possa se destacar, ao menos um pouco, das roupas com que você for usar, principalmente a camisa/ jaqueta, e é essencial que você se sinta bem com a cor escolhida.

As formas de usar são outro ponto importante: você pode simplesmente dar uma volta simples no pescoço, deixando a ponta cair atrás, fazer o tipo “gravata”, dobrando o cachecol ao meio e em torno do pescoço com as pontas para a frente e passando-as por dentro da parte dobrada (este modo de uso é mais chique, e aquele, melhor), pode dar uma volta de frente para trás, deixando as duas pontas caindo na frente (de preferência, de maneira irregular), considerado um estilo mais fashion, ou ainda enrolá-lo todo no pescoço, desde que não crie muito volume, o que dá um ar mais maduro.

Observando as fotos fica mais fácil de acompanhar os quatro modos principais de uso, mas você pode criar outros: o segredo é sempre ver no espelho se o resultado ficou harmônico, e não esquisito.

Como usar o Cachecol?

Outra peça essencial para o visual de inverno é a jaqueta. Os jaquetões acolchoados, por exemplo, são dos mais quentinhos, mas é legal observar no espelho se não engordam muito. Os mais longos e estruturados sempre terão um caimento melhor. Além disso, a qualidade da jaqueta conta muito. Veja os detalhes do acabamento e se ela tem bolsos e zíperes (que geralmente engordam menos) e outros detalhes bem-feitos. Agora, se você quiser realmente marcar presença, NADA pode ser tão charmoso quanto um bom sobretudo. Se você tiver estatura baixa, procure parcas (casacos que amarram na cintura) que não sejam muito longas e o efeito será o mesmo.

Finalmente, tenha sempre no guarda-roupa um bom suéter (blusa de lã, de preferência com gola em V ou cacharrel, se você for magro), que alongam o corpo, e procure comprar cores variadas para não parecer que está sempre com a mesma roupa. Tenha pelo menos uma peça de cor mais forte: isso vai marcar presença vez ou outra. E se encontrar um bom xadrez ou aquela estampa tradicional com losangos, invista na compra, especialmente se for um cashmere (o vendedor certamente saberá informar).

Para completar, se você for ousado, uma boina ou um chapéu sempre dão um ar a mais de estilo, desde que bem combinados com o resto do visual – e que você se sinta bem em usar. Com esses cuidados, e a roupa bem cuidada, você certamente fará parte do grupo de charmosos.


Categoria: Moda | 6 Comentários »

COMO FAZER NÓ NA GRAVATA?

22 setembro, 2008 por Gustavo Tijolo

Sabe quando surge àquela festa de formatura, casamento ou reunião com o chefe e você precisa ir trajando um belo de um terno e um nó de gravata perfeito, então, tenho certeza que todo homem já passou por isso, como fazer um nó na gravata?

Para quem não está acostumado a usar traje social todo dia, vale a pena ver o vídeo…


Categoria: Moda | 3 Comentários »