SAIBA MAIS DA GRIPE SUÍNA DIRETO DO MÉXICO |

SAIBA MAIS DA GRIPE SUÍNA DIRETO DO MÉXICO

3 agosto, 2009 por Gabriel Aguilar

Recentemente, em minha viagem ao México, pude constatar uma série de fatores em relação à gripe A.A saga começo desde a saída no Brasil; e aqui vai uma dica para os viajantes, não coloquem nada liquido que tenha mais de 100 ml isso inclui água (é bem provável que muitos de vocês já saibam disto, porém me deixou sem jeito é saber que nenhuma garrafa de água poderia ser levada). Sim, por incrível que pareça, água. Li em algumas revistas que é saudável hidratar o corpo em viagens longas (a duração do vôo Brasil-México é de quase 09:30 hs) e também acho muito chato ter de chamar a cada hora as comissárias para que te tragam água, por isso eu sempre carrego a minha. Pois bem, ao passar pelos raios X, antes da policia federal, me tiraram a garrafa de água. Mas, tudo bem! Que seja em nome da segurança nacional.

Após quase dez horas, ao chegar ao aeroporto do México levei uma grande surpresa: construíram um novo terminal mega moderno. É muito legal chegar ao teu país (já que eu nasci aqui) e ver que muitas das coisas mudaram, que poucos aeroportos que conheço são tão bem equipados e belos como o novo terminal 2 na Cidade do México. Pois bem, a minha chegada foi o mais chato do que pude imaginar, quase uma hora para poder sair de lá. Primeiro deveria passar pelo registro da policia federal mexicana, até ai tudo bem, isso porque há duas filas: uma para os estrangeiros – muito longa- e outra que disse bienvenido paisano (embora no sul do Brasil – antigamente – usou-se este segundo termo deve ser entendido como o que nasceu no mesmo local, uma espécie de compatriota) passei por essa. Um detalhe antes de passar pela policia: há uma folha-questionário em que se deve informar alguns detalhes da saúde… Depois, antes de pegar a bagagem tive de passar por uma câmera infravermelha, que detectava a temperatura do corpo, se tua imagem aparecia meio laranja deverias passar ao posto de saúde para que fizessem uma triagem em relação à saúde e dizer onde ficaria e etc, etc, etc.

Passei, a minha imagem estava normal. Depois fui apanhar a bagagem que me acompanhava com algumas coisas brasileiras. Lá ao sair do aeroporto implicaram com o meu talco para os pés – que saco-, fizeram mil perguntas sobre o bendito talco, quase que coloco um pouco na ponta da língua para mostrar que só era talco e não coca. Será que com esta cara de latino que tenho pensaram que era traficante??? Finalmente sai do aeroporto e fui tomar o ônibus que me levaria à casa. Antes precisei cambiar um pouco de dinheiro local, a moeda mexicana é o peso, sua equivalência é de 6 pesos X 1 real. Uma dica para os que algum dia pisem esta terra da pimenta, a diferença de outros aeroportos é melhor fazer qualquer câmbio nas casas do aeroporto. E o melhor é levar dólares, já que o Real, são poucas as casas que o cambiarão e te pagarão muito pouco. Muitas das coisas são baratas, por exemplo, tomar um café-da-manhã num restaurante da rodoviária (claro um café mexicano, com ovos – ou um bife-, feijão, tortillas, pão doce, café, leite ou chocolate quente) custa $ 30 pesos, o equivalente a R$ 5.00. O ônibus da minha cidade custa $ 5 pesos, quase R$ 1.00.

Voltando ao assunto da gripe A, em muitos locais da cidade é possível ver que há postos médicos em que fazem uma consulta para ver como esta a tua saúde.

Parece que México, que esta vivendo em pleno verão, não se preocupa muito pela gripe. No ônibus que me levou ate a minha cidade só vi uma pessoa usando essa mascara. Aliás, também é possível comprar uma por 1 peso (o equivalente a uns 20 centavos de real) mas não vi nenhuma pessoa usando-a.

 Bom, por enquanto um pouco de notícias do meu país. Ah, antes de esquecer o Chaves deixou de ser transmitido como no Brasil, digo aquele da vizinhança, agora só passam o desenho animado, que também é transmitido no Brasil.


Este post foi criado em: segunda-feira, 3 agosto, 2009 ás 9:59 pm na categoria Cultura. Você pode seguir qualquer resposta para essa entrada pelo RSS 2.0 feed. Se preferir pode deixar uma resposta, ou trackback do seu próprio site.

Deixe um comentário