13, agosto, 2009 | UmMetrossexual.com

PROIBIDO FUMAR NO ESTADO DE SÃO PAULO LEI ANTIFUMO

13 agosto, 2009 por Gabriel Aguilar

Como já é do conhecimento de muitos, desde a sexta-feira passada é proibido fumar em locais fechados. Aquela velha historia da área de fumantes, que era, muitas vezes outro ambiente, acabou.

Sabemos que o cigarro compromete, de muitas formas a saúde, mas por outro lado parece ser que o espaço dos fumante ficou, praticamente restrito a tua própria casa e às ruas… então, a discussão está à mesa.

Antes de opinar contra ou a favor, vamos voltar um pouco no tempo e lembrar como um pouco da história do tabaco na América (sim, o Tabaco é da América!!!). Cristobal Colón (alguns podem haver visto escrito como Cristóvão Colombo, ou Critobal Colombo), em 1492, chegou a Bariay, em Cuba, e explorando a ilha encontrou algo que lhe chamou a atenção: os índios Taínos aspiravam a fumaça de uns rolos feitos de folhas secas. Ao voltar à base chamada Playa Blanca escreve em seu diário: os homens ia sempre com esse “rolinhos” recheados de uma certa folha seca, acendiam-no por um lado e pelo outro absorviam a fumaça. Parece ser que é tão forte que adormece a pele e quase parece que estão bêbedos… assim eles (os índios) não sentem a fadiga.  

Mas a historia dessa folha seca que Colombo descobriu é mais antiga, acredita-se que a planta seja oriunda da região dos Andes e que tenha chegado ao Caribe uns 2.000 ou 3.000 anos A.C. Assim, o que era novidade para o navegante genovês já era de uso dos índios em seus rituais mágicos e religiosos. Alguns historiadores concordam que era também usado como remédio e até como alimento. Muitos anos depois Walter Raleigh levou essa folha a Inglaterra e Jean Nicot, embaixador de França em Portugal (ele classificou a planta como Nicotiana Tabacum), o introduziu na corte francesa recomendando-o à rainha como um remédio para as suas enxaquecas.  

O Estado de São Paulo, ao aplicar a lei Antifumo, segue uma tendência de algumas grandes metrópoles como Buenos Aires, Paris e Nova York, que também proibiram fumar em locais fechados. A idéia é de preservar aos não fumantes (ou o que chamam de fumantes passivos) já que eles também são contaminados pela fumaça. Ontem estive num bar-adega, não posso negar que a experiência é ótima. Digo isso, porque em muitas ocasiões havia gente que fumava e não respeitava às pessoas que estava ao seu redor, soltavam a fumaça quase em tua cara. Sem contar que a roupa voltava com um cheiro bem desagradável. Vi muitas pessoas saindo do estabelecimento e fumando na rua.   

Sabemos que o cigarro traz muitos problemas à saúde, como as 4700 toxinas que possui, mas não sei até onde esta lei limita a vontade das pessoas. Não sou a favor e nem em contra, aliás, ainda não tenho uma opinião formada. Acredito que com o tempo veremos se de fato essa lei não trará prejuízos ao comércio. Pelo menos aquele bar, onde estava ontem, estava lotado, como sempre e todos numa boa.

E você, caro leitor, qual é a sua opinião: você é a favor ou em contra?

Esse vídeo é um da campanha do Governo do Estado, em que Mr. Burns, opss, quero dizer o doutor Drauzio Varella é o garoto propaganda.


Categoria: Cultura, Variedades | 3 Comentários »