19, agosto, 2008 | UmMetrossexual.com

ORIENTE VS OCIDENTE

19 agosto, 2008 por Gabriel Aguilar

Ontem à noite, domingo, estava matando o tempo assistindo um desses programas de domingo, ora meio chatos, ora um pouco interessantes. E que é o que os meus olhos e os meus ouvidos captam? Um indício de METROSSEXUAL que tem raízes fora destas terras do carnaval, e é a cirurgia plástica das pálpebras que é mais conhecida como a cirurgia da ocidentalização.

Como o meu negócio, aqui, neste blog, meu caro leitor, é trazer um pouco de cultura (!!!) vamos então falar dessa manifestação de metrossexualidade em nossos colegas orientais, que também têm o direito de se cuidar.

Há algumas especulações do por que os orientais têm os olhos “puxados”, a mais comum afirma que esse traço se deve aos fatores geográficos e climáticos; o sol, ao nascer, espalha os seus raios em linhas horizontais fazendo com que os habitantes de certas regiões desenvolvam uma “proteção para os olhos”

Não é a toa que por no decorrer dos séculos essa parte do mundo foi denominada “oriente” que na sua etimologia, oriunda do latim, é um termo que se desdobra em oriens e entis, para formar o termo que nós conhecemos hoje: oriental. E que pode ser entendido como a parte do céu em que nasce o sol, ou ainda como um particípio do verbo orior, eris, ortus sum, oriri (em latim) que significa nascer e que pode se adaptar aos seres vivos e aos planetas.

Então, a minha admiração (numa boa!!!) se deve ao fato de que um grupo de pessoas decidiu ocidentalizar-se fazendo esse tipo de cirurgia, já que eles não moram mais na terra do sol nascente. E mais contente fiquei ao saber que boa parte das pessoas que procuram essa cirurgia são homens. Um site descreve qual é a porcentagem da origem dos clientes e que se manifesta nos seguintes dados: 98,45% dos clientes que procuravam essa cirurgia eram descendentes de japoneses, 1,24% eram descendentes de coreanos e 0,31% eram descendentes de chineses.

A definição dessa cirurgia pode ser encontrada em qualquer site de cirurgia plástica alguns desses sites especializados a definem com uma cirurgia plástica realizada nas pálpebras superiores de orientais e descendentes com o intuito de formar uma dobrinha (sulco palpebral) nesta região que é característica dos ocidentais e que por motivos anatômicos inerentes à raça não existe ou é muito tênue nos orientais.

Essa cirurgia, como muitas coisas no mundo, foi sendo melhorada e uma cirurgia que era muito incomoda e cuja recuperação era dolorida hoje conta com uma técnica sem incisão cirúrgica usando a técnica de “dois pontos” que é mais rápida e sem tantas dores.

Legal, não? Então, será que algum Metrossexual por aqui se candidata a fazer uma cirurgia de orientalização?

Foto: http://www.universovisual.com.br

Errata: agradeço os comentários recebidos e especialmente à correção feita pelo nosso leitor Marcos H. sendo assim, vale destacar aqui aquele velho ditado: errar é humano, perdoar é divino e cuidar-se é ser metrossexual… Até em breve.


Categoria: Cultura | Sem Comentários »