maio, 2008 | UmMetrossexual.com - Part 2

EVOLUÇÃO COM A MUSCULAÇÃO

16 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Quem pratica musculação ou qualquer outra atividade física durante muito tempo, percebe como o corpo se modifica, e foi isso que aconteceu com John Stone, ele foi fotografando a mudança do seu corpo e o crescimento dos músculos durante 4 anos. Eu achei bem interessante, pois pode servir como motivação para muitos, se ele conseguiu, porque eu não consigo? Se eu tivesse fotos desde quando comecei a treinar o resultado seria parecido, só que eu era magro e não gordo.

Leia o post completo


Categoria: Esporte | 15 Comentários »

ANTES DE…

14 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Hoje estava conversando com um colega do trabalho e ele veio me pedir umas dicas de alimentação para ganhar massa muscular, ele é muito magro e totalmente sedentário, então sugeri que ele aumente a quantidade e a qualidade de alimentos que ingere, mas algo que falei e ele gostou foi:

Coma antes de ter fome!

Beba antes de ter sede!

Durma antes de ter sono!

O corpo humano é uma máquina, uma máquina perfeita, que trabalha como um carro, devemos dar manutenção ao nosso corpo, alimentá-lo, nutri-lo, sem chegar ao limite e na exaustão. Procure seguir essas dicas e sua resistência física irá aumentar e até mesmo ganhar massa muscular.


Categoria: Variedades | 2 Comentários »

METROSSEXUAL – WIKIPÉDIA

13 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Se alguém ainda tem dúvida sobre o que é um homem metrossexual, pode procurar na busca do google por metrossexual, e ai o primeiro link será da Wikipédia, a enciclopédia livre. Antes de colocar a definição da Wikipédia, vou comentar um pouco… Gostei do texto, porém eu vejo o homem metrossexual como uma pessoa interessada em assuntos relacionados á saúde, alimentos, esportes, moda e etc… Muitos ainda acreditam que ser metrossexual é ter somente uma infinidade de cremes hidratantes e unhas pintadas com base, esse preconceito vem diminuindo a cada dia e o blog Um Metrossexual quer contribuir para isso.

Metrossexual é um termo originado nos finais dos anos 90, pela junção das palavras metropolitano e heterossexual, sendo uma gíria para um homem heterossexual urbano excessivamente preocupado com a aparência, gastando grande parte do seu tempo e dinheiro em cosméticos, acessórios e roupas de marca.

Foi usado pela primeira vez em 1994 pelo jornalista britânico Mark Simpson e foi aproveitado pelas revistas masculinas britânicas e norte-americanas para fazerem desta definição o seu público-alvo. Depois da sua utilização ter decrescido nos EUA, o termo foi re-introduzido em 2000 a par da diminuição dos tabus relativos à cultura gay (e com a qual este termo era frequentemente confundido).

Mas só em 2002 é que o termo se vulgarizou. Tudo começou com um novo artigo de Mark Simpson, onde afirma que um exemplo conhecido de alguém que se encaixa no perfil do metrossexual é David Beckham, atleta do Los Angeles Galaxy, que gosta de passar o dia nas compras, arranjar as unhas, ir ao cabeleireiro ou cuidar do corpo. Após a publicação de tal artigo, a firma Euro RCSG Worldwide adoptou-o numa pesquisa de mercado e o jornal New York Times deu uma grande destaque à metrossexualidade, difundindo amplamente o termo.

Os metrossexuais são conhecidos por não viverem sem a sua marca predilecta de hidratante para a pele, apreciarem um bom vinho, sonharem com o último modelo de carro desportivo e gostarem de comprar peças de design. São heterossexuais. Estes seres vaidosos estão geralmente bem colocados profissionalmente.

Mais do que uma moda passageira, a presença deste homem está bem viva nos EUA e Europa, tendo o mercado de acessórios masculinos crescido exponencialmente. Marcas como Dolce & Gabbana, Giorgio Armani, Prada ou Versace têm colocado cada vez mais artigos à disposição dos seus clientes. Por outro lado, a marca de sapatos de design italiano Tod’s tem-se dedicado a modelos feitos à mão para este nicho de mercado, podendo atingir um par de sapatos valores como 350 euros.

O aparecimento recente deste termo está ligado à alteração de comportamento do sexo masculino no final do século XX. Tal como as mulheres, os homens começaram a folhear as revistas masculinas para saberem o que está ou não na moda. Deixaram de cortar o cabelo no barbeiro e passaram a frequentar com mais assiduidade os institutos de beleza. Têm cuidados com a sua pele e sentem-se menos embaraçados para entrarem numa perfumaria e adquirirem cosméticos para si. Nos anos 70, apenas alguns homossexuais masculinos se preocupavam com tais questões.

Uma britcom de 1999 com 6 episódios, intitulada Metrosexuality – Metrossexual Como Eu, na tradução portuguesa – foi transmitida em Portugal no canal do cabo SIC Radical em 2004.

No Brasil, o famoso cantor e apresentador de TV Ronnie Von, define-se como metrossexual e direciona seus programas para temas femininos, como culinária e moda.

Ligações externas
Blog sobre o homem Metrossexual

 Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Metrossexual


Categoria: Variedades | 5 Comentários »

CÂNCER DE TIREÓIDE – UMA DOENÇA SILENCIOSA.

12 maio, 2008 por Gisele Mota

Eu estive afastada do Blog por um tempo, tive um sério problema de saúde que vou relatar agora para vocês…
Um dia acordei e ao me olhar no espelho me dei conta que estava com uma bola enorme ao lado da garganta, estava inchado e não doía. Fui ao médico no mesmo dia, ele pediu um ultra-som, mas disse que era apenas uma infecção. Segui as recomendações dele e fiz compressas de água quente, o que diminuiu o inchaço e depois de uns dias, tudo voltou ao normal.
Cheguei a me consultar com dois especialistas em cirurgia de cabeça e pescoço na época, mas ambos me disseram que não era preciso fazer cirurgia e me tranqüilizaram. Pediram que eu fizesse um acompanhamento hormonal com o endocrinologista a cada seis meses e assim eu fiz.
Imaginem o meu susto quando este ano comecei a sentir dores no pescoço e no ombro direito, um incomodo que não passava. Enchia-me de gelol, compressas de água quente e assim melhorava os sintomas. Achei que era tendinite, fiz os exames e deu tendinite no braço, mas nada tinha a ver com a dor do pescoço! Daí que resolvi voltar no cirurgião de cabeça e pescoço para refazer os exames e nisso descobri que estava com câncer de tireóide.
Rapidamente fui submetida a uma cirurgia para retirada total da tireóide, foram quase 4 horas na mesa cirúrgica. Fiquei apenas uma noite no hospital, depois já tive alta. Os médicos não consideram esse tipo de câncer agressivo, por ser localizado na tireóide, eles fazem a retirada dele na cirurgia e já resolve o problema.
O pós – cirúrgico é tranqüilo, o que incomoda mesmo são as dores, dói para engolir, dói pra mexer o pescoço, aliás, eu nem o mexia até completar uns 4 ou 5 dias de cirurgia. Agora estou me recuperando, já consigo tomar banho, lavar a cabeça, comer, deitar e levantar sozinha. Nos primeiros dias precisava da ajuda de alguém, mas é nessa hora que você percebe quem são seus amigos, os que ligam, mandam flores, deixam recados, vêm te visitar. Essa é a parte boa!!!
Segundo o médico ele retirou tudo que havia de ruim, e graças a Deus não era maligno, mas o tratamento continua com a iodoterapia que só farei após 30 dias passada a cirurgia. A iodoterapia é simples, te internam em um hospital por 1 ou 2 dias e te dão iodo para tomar. Você é isolada dos demais pacientes por causa da radioatividade, mas dizem que não tem cor, não tem cheiro, é como a água. Não há dores, não a queda de cabelo, não há grandes efeitos colaterais. Alguns reclamam que ficam enjoados depois de tomar por uns dias. Mas se comparando a qualquer tratamento de câncer, isso é mesmo fichinha.
O próximo passo é fazer exame a cada seis meses, todos novamente: ultra-sonografia, exame de sangue, PCI entre outros para garantir que tudo esteja.
Lembrando que homens também sofrem de problemas na tireóide, e que é uma doença silenciosa, você demora a descobrir. Então quando for ao médico peça a ele que solicite os exames de sangue que medem o T3, T4, os anticorpos e o TSH para garantir que tudo fique bem!
Desde que comecei a ter problemas na tireóide, muitas pessoas vieram me contar que também sofrem desse mal, o câncer não é a única doença que pode dar na tireóide. O desequilibro dos hormônios é doloroso causa sintomas como depressão, cansaço, sonolência, taquicardia, desanimo, entre outros. Então fiquem atentos e cuidem-se!

 


Categoria: Saúde | 633 Comentários »

CHÁ VERDE

9 maio, 2008 por Nutricionista

O inverno ainda nem chegou, mas o frio que está fazendo nos últimos dias já dá aquela sensação de estar na estação mais gelada no ano.
E com o frio vem também aquela vontade de ficar mais tempo na cama, aquela preguiiiiça de ir pra academia e claro… Comer um monte de coisas gostosas e bem calóricas.
Mas uma coisa típica do inverno e que ajuda a aquecer nesse frio são as bebidas quentes como os chás, por exemplo. Então resolvi fazer este post pensando em algo que vai muito bem, esquenta e contribui para manter a dieta: O chá verde! Muita gente já ouviu falar, sabe que faz bem a saúde, que está “na moda”, etc, mas muitos ainda não sabem quais suas propriedades reais, melhor forma de ingerir, e quanto tomar.
Só para começar a lista de benefícios: ajuda a secar gordurinhas! De acordo com uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition, O chá verde acelera o metabolismo, desintoxica e facilita a digestão, mas tomar apenas uma xícara desse chá não resolve muito, você precisa comprometer-se a tomar pelo menos cinco xícaras diariamente e associar a uma dieta adequada para garantir essa perda de peso.
O chá verde contém altas concentrações de antioxidantes, considerados até mais potentes que os carotenos e as vitaminas C e E, substâncias que atuam contra as rugas precoces, sendo excelente, também para pele.
Além disso, segundo pesquisa, realizada na Universidade de Tohoku, no Japão, e publicada no The Journal of the American Medical Association (Jama) seus compostos reforçam as artérias, diminuem as taxas de colesterol ruim e bloqueiam o acúmulo de gordura na parede dos vasos sanguíneos. O consumo habitual também previne inflamações na gengiva e até tumores malignos de boca e mama.
A nutricionista Vanderlí Marchiori, especialista em fitoterapia e colaboradora da Associação Paulista de Nutrição, ensina o jeito certo de preparar o chá e isso interfere nos benefícios. O chá de saquinho por exemplo é bem fácil de fazer, porém ele traz várias partes da planta, como folhas e talos. Isso diminui a concentração dos princípios ativos da erva e o efeito acaba sendo apenas aromático. Então para garantir um melhor aproveitamento dos benefícios do chá verde faça-o da seguinte forma:
Coloque a água para ferver e assim que iniciar a fervura apague o fogo. Acrescente a erva (2 colheres de sopa para um litro) e abafe por aproximadamente 3 minutos e depois é só coar. Você pode adoçá-lo com uma pequena quantidade de mel ou estévia. Evite o uso de açúcar e adoçante, pois eles prejudicam o poder de desintoxicar o organismo. Também pode-se fazer combinações de chá verde com cascas de frutas ou outras ervas como hortelã, erva-doce etc, para variar o sabor do seu chá. Neste caso ferva a água com um pedaço médio da casca da fruta ou com um punhado de outra erva.
O ideal é consumir o chá logo após o seu preparo ou no máximo após 24hrs depois de pronto, pois após esse tempo as perdas das substâncias são consideráveis.
Pessoas hipertensas ou com gastrite devem procurar um médico ou nutricionista antes de consumir o chá verde.
Aproveite bem o inverno agora que você tem forte aliado para combater o frio!!

Para mais informações sobre saúde, consulte sempre um profissional da área.


Categoria: Nutrição, Saúde | 4 Comentários »

5 DICAS PARA MANTER SEU CORAÇÃO BATENDO BEM E POR MUITO TEMPO

7 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Esses dias eu achei um exemplar antigo da Revista Mens´s Health em casa, dei uma folheada e vi uma matéria com o título “65 maneiras de viver mais e melhor“, gostei, porém me pareceu um exagero as 65 maneiras, e ler tudo isso é pior ainda, quando tiver na 30ª com certeza eu já esqueci a 1ª, então resolvi selecionar algumas que me pareceram interessante e que acredito que possa me fazer viver mais e melhor.

1) Busque fortes emoções – Qualquer coisa que faça seu coração acelerar faz bem a ele e o fortalece: praticar exercícios, ver um filme de terror, ler um bom livro e até mesmo estar apaixonado, de acordo com pesquisadores do Centro Médico Beth Israel Deaconess. “Perturbar” o ritmo cardíaco de vez em quando é uma boa pedida.

2) Puxe Ferro – Pesquisadores de Harvard constataram que levantar peso durante 30 minutos por semana é suficiente para reduzir o risco de doenças do coração em 23%.

3) Arranque os dentes do siso – Por volta dos 20 anos, cerca de 65% dos homens possuem dentes do siso desalinhados que nunca vão nascer de forma correta. Se for deixá-los lá, as bactérias podem se proliferar a sua volta, aumentando o risco de todo tipo de infecção, incluindo doença periodôntica, que pode levar a problemas cardíacos.

4) Faça mais sexo – Você pode pensar que aqueles gemidos todos e suadouro advindos do sexo aumentam o risco de um derrame, mas pesquisadores da Universidade de Bristol (EUA) afirmam o contrário. Os homens que fazem sexo pelo menos duas vezes por semana têm menos probabilidade de ter um derrame. E o exercício feito durante o sexo também ajuda a reduzir em até um terço o risco de doenças cardíacas, em comparação a homens sem vida sexual ativa.

5) Capriche no café da manhã – Em um estudo feito com 3.900 pessoas pesquisadores de Harvard constataram que homens que tomam café da manhã todos os dias têm 44% menos chance de ficar acima do peso e 41% menos probabilidade de desenvolver resistência a insulina, ambos os fatores de risco de doenças cardíacas.

Bom, nesse post vou somente colocar 5 maneiras das 65 da revista, essas eu acredito que possa ser realmente interessante colocar em prática para ter um bom funcionamento do coração por toda vida…


Categoria: Saúde | 4 Comentários »

INTERVALO ENTRE AS SÉRIES

6 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Ao praticar atividade física conhecemos novas pessoas e fazemos amizades, isso é muito importante, pois muitas vezes estamos desanimados, cansados e ter um amigo de treino pode ser um estímulo a mais nesses dias. Jogar futebol de fim de semana, paintball, correr de kart, ou até mesmo um passeio de bike pela cidade é geralmente feito com a presença de amigos, não só para praticar o esporte, mas também para descontrair, conversar e dar risada… Porém esse convívio social não funciona na musculação, por experiência própria posso afirmar que ficar conversando entre um exercício e outro atrapalha muito os resultados. O intervalo entre uma série ou repetição varia de 30 segundos até 2 minutos, e usar esse tempo para conversas e brincadeiras pode prejudicar o treino, o ideal e recomendado é usar esse intervalo para descanso, assim que terminar o último movimento do exercício procure alongar os músculos e relaxar, e recomece logo após o tempo de intervalo determinado pelo professor de musculação.
Procure respeitar esse intervalo e perceberá resultados positivos, Ah, e deixar para conversar depois do treino também não é o melhor horário, pois é preciso ingerir alimentos ricos em proteínas após o treino, portanto se você vai para a musculação para ficar de “conversinha” pode esquecer os músculos, você pode ser o mais popular da academia, mas não será o mais forte. “Para de falar e vai treinar!”


Categoria: Esporte | Sem Comentários »

CONTO ERÓTICO

5 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Semana passada, eu recebi um e-mail de uma leitora que me enviou um conto erótico, e um dos personagens desse conto é um metrossexual, achei legal e vou publicar aqui…

Por Greta Brooks Naina Tie
Deitou-se sobre a cama ainda que esta não tivesse lençóis. Deitava-se confortavelmente sobre toda cama de homem, qualquer um, que conhecesse. Com exceção daquela espécie de tatame onde o australiano dormia sempre se acomodava bem. Aliás, era uma pena que um homem como aquele, com tanto potencial, beija-se tão mal.
Tirara parte da roupa, em parte seguindo as ordens do irish.
– You´d better be naked when I come back.
Ele a deixara só. Ela se divertia a imaginar o que fazia. Xixi? Pegar uma camisinha? O que, afinal, um homem faz no banheiro antes de se deitar com uma mulher?
Tira as lentes de contato. Não podia conter o sorriso ao perceber que o irish era praticamente cego e usava aqueles óculos quadrados com haste preta antes de dormir. A visão de super homem que fazia dele havia partido. Em seu lugar restava Clark Kent, que era muito melhor em sua opinião. Um homem com defeitos como os dela e que lembrava muito seu pai com aqueles óculos. Sentia-se tão mais à vontade para tirar a roupa… O irish que surgia era bem melhor que o da primeira noite que lhe pedira “Can you go down on me” 2 vezes no espaço de 4 horas.

Chamava sua atenção para o vinho Côtes du Rhone sobre sua estante que havia tomado antes de sair em sua noite de folga. Não havia feito para ficar bêbado como o faria um simples barman. Tal qual um sommelier achava o gosto extraordinário quando acompanhado de pavê de boeuf.
Era uma noite cheia de descobertas. Arrependia-se do que dissera em Dublin na semana anterior “Prefiro os que bebem cerveja”. Na realidade admirava quem bebesse por diversão. Especialmente os conoisseurs.
A maior surpresa da noite ainda estava por vir. Guardado na mesma estante design salpicada de quadrados vazios, um tubo azul com tampa branca recheado de líquido igualmente branco e viscoso que seu ex odiava. Era um hidratante nívea. Só podia ser dele, já que um terceiro roomate, também irlandês, que dividia a cama com ele – dormindo em um saco de dormir para que não houvesse toque – havia deixado Paris.
Blur total. Por um instante ínfimo sua mente entrou em estado de nirvana e conectou alhos a bugalhos. Lembrou-se da noite em que o conhecera no Highlander quando mostrara seu caderninho novo do Jean-Paul Gaultier adquirido como parte adjacente da revista Elle. “Cool isn´t it?” Esperava uma resposta masculina do tipo “Yeah” e em troca obteve um “Yeah, I love Jean-Paul Gaultier, that´s the perfume I´m wearing” Algo que cheiraria gay não tivesse ele a convidado a sentir seu cangote. Naquela mesma noite ele também havia feito qualquer comentário sobre seus lindos tênis novo e o tempo que havia gasto para encontrá-los.
Sem acreditar no que seus olhos viam pedira para usar o toalete. Entre a pia e a privada uma avalanche de cosméticos num armário. Perfumes, espuma de barbear, produtos cujo rótulo não lera. “Mas, afinal não moram dois homens aqui?”.
Foi quando deu por encerrado seu questionamento. Metrossexual. Era o que ele era gostasse ela ou não da palavra ou do conceito.
No dia seguinte, ainda contente pela noite que tivera, fitou-se no espelho. Seu rosto estava um belo lixo. Restos de rímel impregnados sob seus cílios davam às suas olheiras uma dimensão colossal. O cabelo com a raiz oleosa e a roupa do dia anterior também não ajudavam muito o conjunto de sua aparência.
Ao seu lado, surgindo inesperadamente a sua frente a lhe bloquear a imagem, o irlandês. E ai. Estava apaixonando-se de novo. Desta vez por um homem que dizia àquela hora da manhã. “My hair look so sexy today!”.
O problema não era seu narcisismo exuberante e muito menos sua falta de compaixão por uma criatura que se achava detestável após uma noite mal dormida. A grande questão é que começava a se importar com um homem que lutava com ela por um lugar frente ao espelho. Isso a assustava. Positivamente sentia um misto de horror e distanciamento por homens que às 8 horas da manhã lhe confessavam:
– I don´t feel pretty today.
– Neither do I baby, but who cares. You made me come that´s all that matters. – confidenciava a si mesma.
Tom, o australiano, preferia bananas a um belo croissant de amêndoas pela manhã. Estava na França, era verdade, mas, sobretudo, estava de dieta.
De certo modo, sua insatisfação era ainda maior com aqueles que dependiam de seu julgamento para se sentirem belos.
————————————————————————–
Ele vestia-se para comprar uma baguete e a apressava. Na rua despedira-se com um beijo e um “Good bye, my darling”.
Foi o bastante para considerar dar a ele uma chance.

 


Categoria: Sexo | Sem Comentários »

DIREITO 42 – ESQUERDO 41,5

2 maio, 2008 por Gustavo Tijolo

Essa semana presenciei uma cena engraçada na academia, treinar a noite depois das 22 hrs tem dessas coisas… Eu vi um menino com seus 17 anos que eu não conhecia e reparei que ele estava fazendo rosca alternada com alteres de pesos diferentes em cada braço. O professor não estava na sala de musculação naquele momento, então fui falar com o menino – ele me disse que treinava com alteres de pesos diferentes em cada braço, porque tinha mais força no braço direito que no esquerdo.

Resolvi fazer esse post para orientar iniciantes na musculação. Não devemos utilizar este método do menino, pois ter mais força em um dos braços é normal, o destro tem mais força no direito e o canhoto no esquerdo e tentar compensar a diferença na musculação não é o correto, pois você pode estar criando mais músculos em um braço do que no outro e esteticamente isso vai parecer uma deficiência física. O ideal é trabalhar exercícios unilaterais, ou seja, exercícios onde são trabalhados isoladamente os músculos do corpo. Acredito que no máximo a diferença aceitável seja cerca de 1 cm. Neste dia, eu medi meu braço e deu 0,5 cm de diferença do direito para o esquerdo, o que é normal… Passando disso procure seu professor ou personal trainner e peça orientações. Bom treino!


Categoria: Esporte | 1 Comentário »